Tratado de Trondheim (+ Itália)

Reino da Escandinávia
COROA DOS NÓRDICOS
Edifício Rosenbad – Estocolmo

Tratado de Tromdheim

Tratado de Cooperação, Amizade e Reconhecimento do Reino da Itália

Sua Majestade o Rei da Escandinávia dispostos a afirmar o pleno reconhecimento da soberania e independência micronacional do Reino da Itália, extraordinariamente, de forma unilateral, abrindo todos os canais diplomáticos e, desta forma, demonstrando sua cordialidade e boa-vontade, resolve firmar o seguinte:

TRATADO DE RECONHECIMENTO UNILATERAL

1. O Reino da Escandinávia, na sua condição de micronação livre e independente, desobrigada de vassalagem com qualquer outro povo existente, por força de sua soberania RECONHECEoficialmente e de forma irrevogável o Reino da Itália como micronação soberana, independente e integrante da comunidade intermicronacional.

1.1. O Reino da Escandinávia reconhece as reclamações territoriais do Reino da Itália sobre os referenciais geográficos macronacionais do território da Itália macronacional pós-1919 junto das Ilhas da Sardenha e Sicilia, além dos arquipélagos Golfo de La Spezia, Toscano, Flegree, Eólie e Lípari, Égadie, Pelagie, Ústica, Pantelleria, Trémiti, Pelagosa, La Maddalena, Asinara, Cheradi e Brioni, além dos protetorados da Cidade do Vaticano e da Sereníssima República de San Marino.

2. Este ato de reconhecimento é irrevogável e incondicional, se estendendo só e unicamente ao Reino da Itália, seu governo e seu território – conforme descrito na seção 1.1 deste documento -, não compreendendo, necessariamente, as micronações por este ente reconhecidas.

3. Fica assegurado ao povo italiano a livre circulação nos territórios nórdicos e em suas dependências, tendo em vista trabalho, estudo, turismo, diplomacia, sempre em acordo com as leis vigentes. A livre circulação de pessoas não configura dupla cidadania.

4. Este TRATADO entra em vigor na data de sua publicação.

O presente TRATADO, redigido em um único exemplar em língua portuguesa, será depositado nos arquivos oficiais da Torre de Muninn em Estocolmo, cujo Departamento de Estado garantirá a devida publicação.

Entregue por nossas mãos, na Catedral de Nidaros, dedicada a Hellig Olafr, na cidade de Trondheim da Noruega na Escandinávia, neste dia de vinte de julho de dois mil e dezenove, primeiro anos do reinado de Bjorn IV.

Sua Majestade O Rei

Bjorn IV Nyttland

Rei dos Nórdicos e Protetor do Norte

Você pode gostar...

%d blogueiros gostam disto: