Édito Nº 15/20 – Que ratifica o Protocolo de Adesão da Turquia ao Grupo de Füssen

Reino da Escandinávia
COROA DOS NÓRDICOS

Édito Nº 15/20 – Que ratifica o Protocolo de Adesão da Turquia ao Grupo de Füssen.

Nós, Bjorn IV Nytland, Rei dos Nórdicos, Rei da Suécia e Noruega, Príncipe Soberano de Terranova, Suserano de Asgard, Senhor Soberano de Aland, de Faereyjar, de Gronland, de Helluland, de Ísland, de Markland, de Vinland e das Ilhas Shetland, Duque de Bremen (Alemanha), Grande Cruz da Ordem do Cisne (Alemanha), Cavaleiro da Ordem da Espora de Ouro (Vaticano), Primeiro Cavaleiro da Ordem do Martelo dos Nórdicos e Protetor do Norte, no exercício de nossas prerrogativas reais resolvemos e declaramos que cumpram e façam cumprir o seguinte

ÉDITO

1. Ratifica o  Protocolo de Adesão do Sultanato da Turquia ao Tratado do Neuschwanstein e ao Tratado Geral do Congresso de Füssen.

Dado na Sala do Trono do Palácio dos Bravos, na cidade de Estocolmo, capital da Escandinávia, no dia 4 de junho de 2020, segundo ano de nosso reinado.

Registre-se. Publique-se. Cumpra-se.

Sua Majestade O Rei

Bjorn IV Nyttland

Rei dos Nórdicos e Protetor do Norte


ANEXO ÚNICO
Tratado do Neuschwanstein

Congresso de Füssen

Alemanha ♦ Itália ♦ França ♦ Escandinávia

Espanha ♦ Portugal ♦ Eslávia ♦ Rússia ♦ Andorra

Füssen, Alemanha

17 de maio de 2020

Protocolo de Adesão do Sultanato da Turquia

Os Estados europeus membros do Congresso de Füssen, com base no Artigo 7º de seu Tratado Geral, assinam o presente Protocolo que promove a adesão excepcionalmente imediata do Sultanato da Turquia aos Tratados do Neuschwanstein e deste Congresso.

§1. O Congresso de Füssen recebeu no dia 10 de maio de 2020, encaminhado pela Delegação Alemã, ofício do Sultanato da Turquia indicando sua intenção de aderir ao Tratado do Neuschwanstein e ao Tratado Geral do Congresso de Füssen.

§2. O Congresso de Füssen deliberou sobre as intenções do Sultanato da Turquia, em diversas ocasiões, e aprovou de forma unânime, com abstenções, a adesão turca aos tratados que organizam seus trabalhos, recomendando a seus membros que reconheçam, querendo, aquele país em exceção do Artigo 8º (2) do Tratado do Neuschwanstein.

§3. No mesmo dia 10 de maio, o Governo Alemão reconheceu o Sultanato da Turquia e comunicou ao Ministério das Relações Exteriores daquele país sobre a permissão que lhe foi dada de aderir definitivamente do Congresso de Füssen.

§4. O Governo Turco, através da Ordenação Imperial de número 4 de 2020, efetivamente ratificou o Tratado do Neuschwanstein e o Tratado Geral do Congresso de Füssen.

§5. O presente Protocolo tem portanto a finalidade de concluir o processo de adesão extraordinária do Sultanato da Turquia aos tratados mencionados no parágrafo anterior, dando-lhe acesso ao Congresso de Füssen como Estado Membro.

§6.1. O Congresso de Füssen recebe como presente território sob soberania turca aquele compreendido pelas regiões administrativas de Mármara, do Egeu, do Mediterrâneo, da Anatólia Central, do Mar Negro, Anatólia Oriental e do Sudeste da Anatólia.

§6.2. Os Estados Membros do Congresso de Füssen reconhecem a soberania russa sobre o Distrito de Fatih da cidade de Istambul, na Turquia, já indicado por mensagem datada de 23 de março de 2020.

§7.1. Este Protocolo de Adesão, possuindo efeito de reconhecimento diplomático do Estado turco, entrará em vigor mediante a ratificação da totalidade dos membros do Congresso de Füssen, ocasião em que será dado acesso às dependências do Congresso à Delegação Turca.

§7.2. Tendo o Reino Unido de Portugal e Algarves declarado expressa abstenção durante a votação sobre a adesão da Turquia aos Tratados do Neuschwanstein e de Füssen, fica seu Governo dispensado da ratificação deste Protocolo sem no entanto implicar prejuízo à sua execução.

Você pode gostar...

%d blogueiros gostam disto: