ND07/21: Nota Diplomática sobre o desmembramento do Império Britânico e a independência da Escócia.

Reino Micronacional da Escandinávia

DEPARTAMENTO DE ESTADO

Edifício Rosenbad

NOTA DO DEPARTAMENTO DE ESTADO DA ESCANDINÁVIA

SOBRE A INDEPENDÊNCIA DO REINO DA ESCÓCIA E A DISSOLUÇÃO DO IMPÉRIO BRITÂNICO

À Secretaria das Relações Exteriores da Inglaterra;

Ao Estado Escocês

O Reino da Escandinávia, por meio de seu Departamento de Estado, acompanha com atenção os eventos em curso na Escócia e na Inglaterra desde o dia 27 de março, quando da publicação do Tratado de Burwick-Upon-Tweed que desmembrou o antigo Império Britânico em dois novos reinos micronacionais autônomos e independentes entre si.

2. Faz-se mister reforçar que o Reino da Escandinávia, compreendendo que o Reino da Inglaterra é o legítimo sucessor dos direitos e obrigações do antigo Império Britânico, transfere para nov Estado Inglês o reconhecimento diplomático estabelecido por meio do Tratado de Cawdor em 19 de fevereiro de 2021. Reforçando o interesse em manter estreitos e pacíficos canais diplomáticos sustentados pela cordialidade e pela boa vontade.

3. Registramos nossas considerações em função da boa-fé e da seriedade demonstrada pela Casa Real de Birmingham ao mencionar e confirmar o direito do Reino da Escandinávia sobre as Ilhas Orkney e as Ilhas Shetlands, as quais atualmente compõem o Ducado das Ilhas do Norte sob domínio nórdico, materializado respectivamente no Tratados de Cawdor e no Tratado de Tonsberg, ambos ainda válidos.

4. O Rei Bjorn IV Nyttland e toda a Casa Reinante de Nyttland receberam com entusiasmo a notícia da independência do Reino da Escócia e a elevação de seu genro, Sua Mais Alta Majestade o Rei Duncan III, à condição de Soberano da Escócia e de sua filha, a Princesa Lagertha da Escandinávia, à condição de Rainha Consorte.

5. Desde já, o Rei Bjorn IV Nyttland assume seu interesse de estender os laços de respeito, de amizade e de benevolência que foram construídos e solidificados na campo do afeto pessoal e da família para o campo da política, construindo e estabelecendo relações diplomáticas estreitas e sólidas entre a Escandinávia e a Escócia, naturalmente, respeitando os marcos do direito internacional e a tradição diplomática nórdica.

6. Deixamos ao novo Estado Inglês os votos de um futuro promissor dentro do setor lusófono do micronacionalismo.

7. Ainda em tempo, registramos nosso desejo de sucesso à Casa de Real de Dunkeld e, de forma muito especial, ao nosso genro, o Rei Duncan III, soberano das terras escocesas. Que seu reinado seja longo, repleto de glórias e de paz.

Dado no Edifício Rosenbad, na cidade de Estocolmo, capital do Reino da Escandinávia, no quarto dia do mês de abril do ano de dois mil e vinte e um. Terceiro ano do governo de Bjorn IV Nyttland.

Sir Fellow Gerhardsen Nyttland

Duque da Skânia e Cavaleiro da Ordem do Martelo dos Nórdicos

Secretário de Estado da Escandinávia

Em nome de Sua Majestade o Rei.

Você pode gostar...

%d blogueiros gostam disto: